Guia de Introdução aos Estudos de China

Capa do Guia Estudar China da Shumian

Olá!

Mais do que nunca, somos movidos pela convicção de que entender o mundo atual exige entender a China. Esperamos assim desmistificar a sua ascensão e o que isso significa. Foi pensando nisso que decidimos lançar este guia de introdução aos estudos de China, que reúne sugestões nossas e de pesquisadores(as) brasileiros(as) sobre os temas que iniciam a discussão e para quem está na graduação ou na pós.

Começar qualquer estudo quase do zero pode sobrecarregar até quem faz pesquisa há mais tempo. Todo mundo que estuda China já recebeu a famosa pergunta “tem alguma recomendação de leitura?”. Seus problemas quase acabaram.

Esta primeira versão do guia tenta cobrir áreas de história, economia e relações internacionais. Foi um recorte e vários outros poderiam ser feitos, mas acreditamos que com as discussões que surgem daqui é possível seguir para muitas outras nos estudos de China.

Este guia não é definitivo. Como toda pesquisa, é um retrato do seu tempo, da disponibilidade dos envolvidos e pode — deve — mudar à medida que novas pesquisas e discussões surjam na academia ou mesmo fora dela. Durante a busca por autores(as), tentamos trazer o máximo de diversidade possível para a discussão, buscando acadêmicos de universidades pelo Brasil afora, públicas e privadas. Com a consciência de que diversidade é importante para uma discussão rica e como uma iniciativa liderada por mulheres, fizemos uma busca ativa para incluir e convidar grupos pouco representados na academia. Isso não se tornou tão concreto nesta primeira versão do guia, estamos cientes e pedimos desculpas. É, no fim das contas, um reflexo de uma academia brasileira que, em sua maioria, é branca e masculina. Não à toa, lançamos no ano passado o projeto Vozes Negras na Sinologia, de modo a ampliar a divulgação de pesquisadores negros(as) que estudam China.

Acreditamos no ensino democrático e acessível — e tentamos usar fontes em português sempre que possível. Infelizmente, nos estudos de China ainda são mais comuns as fontes em inglês (ou em mandarim). 

Queríamos pontuar que as participações não foram remuneradas e, dada a natureza sem fins lucrativos da Shūmiàn, o guia está sendo disponibilizado gratuitamente.

Agradecemos imensamente a participação dos nossos convidados e convidadas. Se você acredita em projetos independentes e que buscam democratizar o acesso à informação, considere nos apoiar e/ou compartilhar em seus círculos.

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [17.02 MB]

Assine a nossa newsletter!